Um pouco da história

A história d´A Casa Laranja começou há anos atrás, quando decidi largar meu emprego numa grande multinacional de tecnologia para… Não sabia o quê. Decidi abandonar uma graduação cara, uma carreira bem-sucedida e um ótimo salário para… Não tinha a menor ideia.

Mas, de uma coisa eu tinha certeza.

Eu não aguentava mais o mundo corporativo. Não aguentava mais trabalhar 14 horas por dia dentro de um prédio sem saber se era dia ou noite, se chovia ou se o sol estava brilhando no céu do Rio de Janeiro. Não aguentava mais encarar aquela rotina só pelo salário, sem tempo para mim ou para a minha família. Como chorei, como fiz planos, como fiz contas, como me senti culpada até conseguir tomar a decisão.

Nossa, parece que isso foi em outra vida.

De lá para cá, eu aprendi a cozinhar, fiz um curso de computação gráfica, fiz uma pós-graduação em Animação Digital, me mudei para uma casa de vila, trabalhei como tradutora, tive meu segundo filho, cuidei dele em casa por quase dois anos, descobri a decoração e a aquarela…

E digo mais: entendi que a nossa casa não é apenas um lugar onde se passa a noite. Independente de ser uma quitinete ou uma mansão, alugada ou própria, velha ou nova, a importância da casa está no fato dela abrigar pessoas como eu e você, cheias de alegrias, tristezas, amores e esperanças. É isso que faz dela um lar.

Então, eu te convido a entrar comigo nesse blog que também quer ser um lar. Um lar para ideias, valores e sentimentos que reforcem o lado humano e autêntico das nossas casas. Aqui n’A Casa Laranja, eu acredito que:

  • A casa é um espaço que deve ser cuidado com carinho apesar da correria diária. E cuidar não significa apenas manter a sala arrumada e linda, mas pensar nesse espaço como uma parte importante da vida das pessoas que aí habitam.
  • É possível criar uma decoração da qual se orgulhar, que reflita o nosso jeito e a nossa história sem gastar muito e sem ficar escravo de tendências, design ou lojas e profissionais caríssimos.
  • Informação, criatividade e vontade de botar a mão na massa são fatores decisivos para construir um espaço autêntico.
  • Em tempos de consumo desenfreado, dificuldades de mobilidade urbana, preços escandalosos e muita gente sem-noção, a casa deve ser valorizada como espaço de lazer e encontro.
  • Receber parentes e amigos de forma carinhosa não tem preço.
  • Artesanato, móveis e objetos feitos por você ou por qualquer artesão, são especiais e devem ser valorizados.
  • Reservar um tempo longe da tecnologia e ter um hobby que te permita construir algo no mundo real, ou seja, algo que não exista apenas dentro do mundo digital, desintoxica a mente e o corpo.

Tá a fim de conhecer?

Navegue pelo blog, deixe seus comentários e não deixe de assinar, gratuitamente, a minha newsletter. Basta clicar no botão logo abaixo e informar seu e-mail para acompanhar todas as novidades e dicas do site.

E tem mais!

Ao se cadastrar, você receberá o e-book “Descubra seu Estilo de Decoração (e não se arrependa mais das suas escolhas)” . Acredite em mim: esse é o primeiro passo para transformar a sua casa, pois quando você perceber o seu estilo, poderá tomar decisões certeiras e avaliar o que deixa o seu lar cada vez mais do seu jeito.

Hardcover Book MockUp

Eu quero a newsletter d'ACL + e-book sobre decor!

Vai ser um prazer te receber aqui n’A Casa Laranja. Entre, fique a vontade, e cuidado para não pisar nos brinquedos espalhados pela sala!

Sobre a dona da casa

Essa aí de baixo sou eu. Beth Soares.

Foto 2 pag Sobre final

Nasci na década de 70, sou carioca, mãe do Matheus, 12, e do Miguel, 5, e mulher do Nando.

Sou formada em Análise de Sistemas e trabalhei na área por 14 anos. Mas, surtada, em 2008 larguei tudo e tive que reestruturar minha vida para manter a sanidade.

Uma das coisas mais importantes que aconteceu comigo foi mudar para uma casa de vila caindo aos pedaços e descobrir que esse negócio de casa e decoração pode ser um processo mais pessoal, intuitivo e acessível do que vemos nas lojas e revistas. Fiz um curso de Decoração de Interiores e descobri que vontade, Internet, uma boa conversa e um marido mil-e-uma-utilidades, que apoia as suas maluquices, te ajudam a realizar tudo!

Outra coisa também importante foi descobrir a aquarela! Ela resgatou meu lado artístico que havia sido atropelado e esquecido lá na oitava série.  Através dela, a arte está se embrenhando cada vez mais na minha vida, me fazendo desenhar, colorir, experimentar e sair da minha zona de conforto. E o que faz você sair da sua zona de conforto, faz você se reinventar!

Para visitar minha loja virtual, onde vendo produtos estampados com minhas aquarelas, é só clicar aqui.

Sobre a casa laranja

De novo?

Agora, é para mostrar a outra. A de tijolos e não a de bits e bytes. Ela existe, é antiga e dá um trabalho danado. Devagar, muito devagarinho, nós tentamos deixá-la do jeito que imaginamos: um lugar especial, em todos os sentidos, no meio desta loucura da cidade grande.

Compartilhamento

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Inline
Inline