Como organizar a roupa de cama e banho e ganhar muito mais espaço no seu armário

1 - Foto cabeçalho
Foto original: 2heads_Advertisin – Rgbstock

Eu tenho certeza que as roupas de cama e banho têm vida própria. Você também tem essa sensação?

Elas combinam entre si como podem se misturar, como podem se perder e se espalhar pelas gavetas e prateleiras ocupando todo o pouco espaço disponível que temos!

Mas, essa batalha não está perdida e nós podemos ser mais espertas do que elas para acabar com a bagunça de uma vez por todas. Você vai precisar de um pouco mais de tempo no início da empreitada, mas depois é só manter a organização e elas vão entender quem é que manda! 🙂

Separando a roupa

Essa é a primeira etapa e você vai executá-la apenas uma vez! “Só uma vez?”, você pergunta. Sim!

A partir desse momento, todas as novas peças ou aquelas retiradas do seu enxoval seguirão o método de organização que você vai começar a definir agora. Seja esperta e não se permita perder espaço e tempo novamente!

O que fazer:

  1. Escolha um lugar espaçoso e retire todas as peças de cama e banho de onde quer que elas estejam.
  2. Defina a forma como elas serão agrupadas. Essa parte é importante. Eu separo por conjunto e para quem se destina. Então, eu tenho jogos de roupa de cama e banho para mim e Nando, para o Matheus, para o Miguel e para os hóspedes. Já vi muita gente aconselhando a organização por cor, mas, eu acredito que isso só deva funcionar para hotel e loja! Em uma casa normal, onde o que você ganha ou compra ao longo da vida são, normalmente, conjuntos, eu acho muito difícil que uma organização por cor dê certo!
  3. Decida o que fazer com as peças avulsas, gastas, rasgadas, com aquelas que você, simplesmente, não usa mais porque não gosta. Você pode:
    • Doar. Toalhas e roupa de cama são sempre necessárias em qualquer instituição.
    • Guardar peças avulsas para aquelas situações em que não se precisa de um conjunto completo: um lençolzinho para uma soneca no sofá, um parente que apareceu encharcado na sua porta depois do dilúvio de sexta à noite, uma fronha para um travesseiro extra.
    • Guardar aqueles lençóis super-sofridos para cobrir móveis, chão ou qualquer outra coisa em períodos de obra na sua casa.
  4. Aproveite essa etapa para lavar as peças amareladas ou com cheiro de guardado antes de devolvê-las ao seu espaço definitivo.

Definindo onde guardar

Então, agora, você tem que pensar em lugares onde seja possível manter as roupas juntas e que facilitem a troca periódica das peças nos quartos e nos banheiros.

Se você não tiver espaço em armário nenhum, arranje caixas ou cestos bonitos. Claro que eles terão que ser guardados em algum lugar, mas será mais fácil arrumar um espaço para eles do que para roupas soltas.

Use aquelas gavetas embaixo da cama ou, se tiver uma cama baú, o espaço que ela proporciona ao ter o colchão levantado.

1 - Foto camas
Fontes: Shopping dos Colchões; Meu Móvel de Madeira; Castor Colchões

Peças grandes e volumosas, como edredons, cobertores e travesseiros, podem ser armazenadas em lugares mais difíceis, como a parte de cima de armários. Outra solução para elas é o uso de embalagens a vácuo, que reduzem muito o espaço ocupado e são herméticas e impermeáveis. Eu nunca utilizei esse recurso, mas acredito que funcione. Você vai precisar de um aspirador ou de uma bomba de sucção de ar específica para esse tipo de embalagem.

1 - Embalagem a vácuo

Aqui em casa, a roupa é guardada da seguinte forma:

  • A minha roupa de cama e aquela que eu deixo reservada para hóspedes ficam no armário do quarto de hóspedes. Elas são separadas pelas divisões do próprio armário.
  • A roupa de cama das crianças fica em gavetas da cama beliche deles. Uma gaveta para cada um.
  • Todas as toalhas ficam no armário do quarto de hóspedes. Também separadas em divisões do armário, dependendo de quem vá usá-las.
  • No banheiro social ficam apenas as toalhinhas de lavabo e de rosto, já que ninguém usa esse banheiro para banho no dia-a-dia.
  • No quarto de serviço ficam todas as peças avulsas, tanto toalhas, como lençóis. Lá eu também guardo as toalhas de praia.
Armário do quarto de hóspedes

Esse esquema me atende perfeitamente!

O que acho importante que você avalie agora é a relação quantidade de peças x espaço. Guarde, realmente, o que você usa. A roupa de cama e banho, normalmente, é volumosa e cara. Então, não acumule! Nunca temos espaço suficiente e, com certeza, alguém poderá fazer uso daquilo que você já não curte tanto.

Na minha opinião, para cada casal ou morador da casa é suficiente:

  • 3-4 conjuntos de toalhas.
  • 3-4 conjuntos de roupa de cama.
  • 1 edredom/cobertor/manta.
  • 1 travesseiro.

Para hóspedes:

  • 3 conjuntos de toalhas.
  • 2 conjuntos de roupa de cama (na verdade, eu tenho 2 conjuntos para cama de casal e 2 para cama de solteiro).
  • 2 edredons/cobertores/mantas.
  • 3 travesseiros.

Pense, então, nas necessidades de cada morador e na frequência de convidados da sua casa para não exagerar na quantidade de peças. E eu ainda tenho uma técnica especial quando se trata de guardar itens difíceis:

Definido o espaço onde você vai guardar a roupa, avalie se o que você possui atende todas as necessidades da família. Atende? Então, a partir de agora, qualquer peça nova tem que caber neste espaço. Não cabe? Então retire peças mais antigas para abrir espaço para as novas. Simples assim!

Você está gostando deste artigo? Então siga ACL pelo Facebook!

 

 Definindo como guardar

Agora que já decidiu onde as peças devem ficar, você vai começar a arrumação.

A dica mais importante para roupas que serão empilhadas é tentar dobrar as peças de forma que elas fiquem do mesmo tamanho.

No caso da roupa de banho, é importante colocar as toalhas de rosto e o piso no interior do conjunto dobrado para que eles não fiquem soltos.

1 - Como dobrar toalhas numerada

O passo-a-passo acima é bem fácil: comece dobrando as toalhas de banho, que são as maiores, do mesmo tamanho e depois vá colocando por cima as peças menores. Veja nas fotos 3 e 4 que sobraria um pedacinho das tolhas de rosto para fora da pilha. Basta dobrar essa beirada para dentro que a pilha permanecerá arrumada. Na foto 5 foi a vez de colocar o piso do conjunto e na última imagem o conjunto já está “fechado” e pronto para ser guardado.

Para as toalhas de rosto e de lavabo, que ficam no banheiro social, eu acho melhor simplesmente fazer rolinhos e deixá-las arrumadas em um nicho da bancada do banheiro.

1 - Toalhas enroladas

Com relação à roupa de cama, são aplicadas as mesmas dicas de dobrar os conjuntos no mesmo tamanho e de manter as peças menores no interior do conjunto dobrado.

1 - Roupa de cama dobrada

Já vi gente recomendando dobrar o jogo de cama e colocá-lo dentro da fronha do próprio conjunto. Sinceramente, nunca tentei esse técnica e acho que deve ser mais trabalhosa. Além do mais, no meu caso, que tenho cama queen, acredito que o volume da roupa toda dobrada seja muito grande para caber confortavelmente dentro de uma fronha.

1 - Toalhas dentro de fronha

Mas, cada um se organiza da forma que melhor funciona para si.

Seja qual for o método escolhido, uma coisa é imprescindível: saber dobrar o famigerado lençol com elástico. Nem tudo é perfeito: ele facilita a arrumação da cama, mas precisamos de paciência extra na hora de dobrá-lo.

Existem inúmeros vídeos sobre isso na Internet, mas escolhi o do Manual do Mundo, que mostra de forma divertida como fazer isso.

Lavando roupa de cama e banho

Ao definir a sua rotina de lavagem, é necessário pensar quando é mais conveniente realizar a troca das peças.

Eu costumo trocar todas as roupas de cama na sexta e, no início da semana seguinte, faço uma lavagem para a minha roupa, que usa máquina cheia, e outra para as roupas de cama dos meninos.

As toalhas costumam ser trocadas no sábado de manhã, antes que o marido, só para me irritar, tome banho e ainda se enxugue com a toalha antiga. Fico meio neurótica com toalhas úmidas empilhadas num cantinho porque não suporto o cheiro de “cachorro molhado”. Então, no domingo, eu já faço a lavagem. Costumo brincar aqui em casa que o meu final de semana só termina depois que eu dou conta das toalhas!!!

Normalmente, faço uma lavagem para toda a roupa de banho. Se alguma peça não pôde ser lavada, o mais provável é que tenha sido uma toalha avulsa e essa fica para a próxima semana. A lavagem das toalhas é a única lavagem onde coloco na máquina algum produto extra para tirar manchas, como Vanish, Omo Tira Manchas ou qualquer outro similar.

Sempre deixe as roupas secarem muito bem antes de serem dobradas e guardadas. Isso evita levar umidade para o local onde as peças são armazenadas, evitando aquele cheiro de “cachorro molhado”, formação de ácaros, mofo, manchas etc.

Mais dicas

  1. Como as roupas de cama e banho vão ficando gastas, é importante criar um esquema de rodízio para ir usando as peças de forma equilibrada. Então, ao guardar as roupas limpas, vá colocando as peças por cima da pilha e, na hora de pegar um conjunto para uso, escolha o que estiver embaixo da pilha.1 - Rodízio das toalhas com setas
  2. Quando eu preciso comprar alguma peça nova para o enxoval, sempre aposto nas peças claras, não necessariamente brancas, apenas claras, por dois motivos:
    • Elas não ficam soltando tinta na hora da lavagem, então não faço separação por cor, o que economiza água e facilita a rotina.
    • Elas demoram mais a ficar com aparência de gastas.
  3. Para os jogos de banho que uso com o Nando, gosto de ter as toalhas de banho e de rosto diferentes entre si para ficar fácil identificar qual peça é a minha e qual é a dele. Mas claro que já ganhei conjuntos de cinco peças onde não há diferenciação. Nesse caso, levo as peças em um desses quiosques com máquina de bordar e invento algum detalhe que, ao ser bordado, diferencie as toalhas.
  4. Quando eu morava em Copacabana, tinha uma grande preocupação com a umidade dentro dos armários. Era uma coisa muita chata! Aqui no Catete, não sofro muito com isso. Mas, se você tem esse problema na sua casa, vale a pena colocar no lugar onde as peças ficam guardadas sachês e potinhos para perfumar e retirar umidade do ar.
  5. Se você faz questão de passar sua roupa de cama e banho, invista em uma água de passar. Não estou falando daquele Passe Bem, mas sim dessas águas mais artesanais que podem ser compradas em lojas de decoração, de enxoval ou em lojas que trabalham com perfumaria para casa. Existem fragrâncias maravilhosas que deixam a roupa e o ambiente deliciosamente perfumados. Se você não passa a sua roupa, mas gosta desse tipo de produto, sugiro que o borrife nas peças apenas na hora de usar, para evitar o risco de guardar a roupa ainda com umidade.

A última coisa que eu tenho para dizer pode parecer boba, mas é fundamental.

Depois de arrumar toda a roupa de cama e banho é importante conversar com marido, filhos, ajudantes ou com qualquer outra pessoa que a manuseie sobre a nova forma de organização. Explique tudo: onde guardar, como dobrar, como pegar as peças, de modo que todos saibam o que fazer.

Vão reclamar? Vão espernear? Não se abale! Seja forte! Lembre a todos que o objetivo desse esquema é facilitar a rotina e liberar espaço que poderá ser ocupado por outras coisas, e não por toalhas e fronhas, pelo amor de Deus! 😉

Divisor arabesco vinho

Eu vou adorar saber que você colocou em prática as dicas que conversamos aqui!

Poste fotos da organização da sua roupa de cama e banho nas redes sociais com #blogACL ou mande para falecom@acasalaranja.com.br.

E você também pode participar da nossa conversa através dos comentários! Tem alguma dica bacana? Conseguiu organizar suas peças de uma vez por todas? Quanto ganhou de espaço?

Vou ficar te esperando.

Grande beijo,

Beth.

Compartilhamento

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Inline
Inline