Como emoldurar pôsteres em casa de forma econômica e profissional – parte 2

5 - Foto cabeçalho

E agora chegamos na fase da mão na massa!!!

Este artigo vai mostrar como preparar a moldura que irá receber seu pôster, desenho, foto ou qualquer outro tipo de imagem que você deseje colocar na parede. É um processo fácil, barato e que traz as vantagens de proteger e valorizar aquela obra pela qual você tem um carinho especial.

(Se você ainda não leu a parte 1 desse post clique aqui para ver os materiais necessários e outras dicas e considerações.)

Medindo o passepartout

A primeira etapa, claro, é saber o tamanho do passepartout que precisa ser cortado.

5 - Medindo passepartout final

1 – Primeiro meça a parte interna da moldura. Ela representa a medida do retângulo externo do passepartout.

2 – Depois verifique as medidas do pôster. Elas serão as medidas do retângulo interno do passepartout, ou seja, a janela que será criada para mostrar a obra.

Comece a medir a partir de 0,5 a 1 cm para dentro de cada lado do pôster, pois essa borda ficará escondida sob o passepartout. Na foto, o pôster que eu estou emoldurando já tem a borda delimitada para facilitar o enquadramento.

Com essas medidas em mãos é só calcular:

Distância entre os retângulos na altura = (Altura da moldura – altura do pôster) / 2

Distância entre os retângulos na largura = (Largura da moldura – largura do pôster) / 2

A imagem abaixo mostra qual é a ideia usando as medidas do meu pôster como exemplo.

5 - Medidas passepartout

Essa forma de calcular as medidas do passepartout serve para um pôster que será colocado no centro da moldura. Claro que não precisa ser assim! Imagens descentralizadas também são muito bacanas! Explore as possibilidades!

5 - Fotos descentralizadas
Fonte: casa.abril.com.br

3 – Agora você já pode traçar os retângulos no verso do passepartout usando as medidas obtidas.

Quando um lado for muito comprido, vá fazendo medidas intermediárias para garantir que a linha permaneça reta a medida que vai se afastando do ponto inicial.

4 – Com os dois retângulos traçados, você estará pronta para a etapa de corte.

Cortando o passepartout

5 - Cortando passepartout final

5 – Comece cortando o retângulo externo. Segure firme a régua e passe o estilete bem apoiado na sua lateral.

Trabalhe de pé para ter mais firmeza! O passepartout é um papel grosso, então não pense que é só passar o estilete uma vez e o corte vai acontecer! Vá com calma, aprofundando o sulco, e o papel se desprenderá com algumas passadas.

6 e 7 – Corte o retângulo interno. Tenha atenção com os cantos. Trabalhe com calma na interseção das linhas para o canto ficar bem cortado.

Está gostando deste artigo? Então siga ACL pelo Facebook!

 

8 – É normal ficarem algumas rebarbas de papel na linha do corte. Se isso acontecer, basta lixar com delicadeza essa área para tirar o papel excedente. Pode usar qualquer tipo de lixa, até mesmo de unha!

9 preparada

9 – Agora acabou a etapa mais chatinha! O passepartout já está finalizado e podemos começar a montagem. Guarde o retângulo interno que foi cortado para trabalhos futuros. Sempre é possível aproveitá-lo! 😉

Montando o quadro

Para começar, limpe o vidro com álcool ou detergente neutro. Certifique-se de que ele esteja bem seco antes da iniciar a montagem.

5 - Montando quadro final

10 – Com a moldura virada para baixo, comece colocando o passepartout sobre o vidro.

11- Depois coloque o pôster no centro do quadro.

12 – Por último coloque as folhas alcalinas ou livres de ácido para evitar o contato da imagem com o fundo da moldura. Nesse caso, usei 4 folhas de tamanho A4.

13 – Por último, é só colocar o eucatex e pressionar bem os grampos flexíveis para baixo a fim de deixar os papéis firmes dentro da moldura e não ficar nada saindo do lugar.

14 preparada

E está pronto! É muito simples, não? Eu não costumo colocar aquela fita gomada que veda todo o fundo do quadro. Não sei dizer se, do ponto de vista de conservação, é mais indicado tê-la, mas, do ponto de vista prático, acho que não há necessidade. Já teve quadro que eu retirei o fundo para ver se o papel acid free estava amarelando e teve quadro que eu resolvi trocar a imagem. Sem a fita, é super-fácil fazer isso!

E onde foi parar o pôster do Cristo Redentor? Na minha cozinha! Está fazendo companhia a outros clássicos do mundo retrô! Amo demais! Rsrsrsrs

15 preparada

Se você quiser ver mais molduras bacanas e outras ideias de como usá-las, visite este painel no Pinterest d’A Casa Laranja.

E depois de tantas ideias, talvez você precise é de imagens para pendurar pela sua casa! A fofa da Thalita do blog Casa de Colorir compilou VÁRIOS pôsteres que podem ser baixados de graça. E de quebra ainda os organizou por tema! É muita coisa legal, clicando aqui. Obrigada, Thalita!!

E se você acha que eu só tenho molduras arrumadinhas em casa, está enganada. Um pôster colado com fita tem o seu lugar em qualquer parede! Seja na adolescência ou agora! Estes aí de baixo ficam no meu espaço de trabalho.

5 - Posteres presos com fita

 

Divisor arabesco vinho

Gosta desse assunto de quadros, molduras e decoração de paredes tanto quanto eu? Então, fique ligada no blog porque volta e meia eu vou falar desse tema novamente.

Tem uma parede com uma composição bacana? Resolveu encarar e fazer o seu quadro? Marque as fotos com #blogACL ou mande para falecom@acasalaranja.com.br. Eu sempre gosto de ver o que vocês aprontam aí do outro lado. É uma troca e um aprendizado.

Mais uma vez obrigada pelo seu tempo e pela sua companhia!

Grande beijo,

Beth.

Compartilhamento

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Inline
Inline